Tags

, , ,

Sou contra essas leis protecionistas femininas.

A violência deve ser inibida, mas a lei deveria abordar como agravante o abuso, a desvantagem do mais fraco em relação ao mais forte, não do homem contra a mulher, simplesmente.

Cada caso deve ser analisado individualmente, sob essa ótica, para evitar injustiça por causa da aplicação sumária da lei.

Nem toda mulher é vítima, nem todo homem é vilão. Não se pode fazer a análise levando em consideração apenas a ponta do iceberg…

Anúncios