Tags

, ,

Atualmente vejo uma enorme arrogância intelectual utilizada principalmente por pessoas que perdem a força de seu argumento numa discussão, que usam a afirmação: você não é especialista no assunto para opinar!

Ora, se seguirmos esse raciocínio, então, nenhum pai pode:

  • Ajudar na tarefa escolar do filho porque não é professor (e pior quando é uma área específica);
  • cuidar da saúde do filho porque não é médico;
  • lidar com as birras de uma criança porque não é psicólogo;
  • etc.

Ter um cérebro, informar-se sobre o assunto que vai dar opinião e deixar os casos que realmente um profissional é necessário é o caminho guiado pelo bom senso.

(Francisco Teodorico, Mar2017)

Anúncios