Tags

“Papai, por que você está chorando?” O homem, com o rosto marcado de lágrimas, os cotovelos apoiados nos joelhos, recurvado, silencioso, nada respondia. O garoto achava estranho que um homem chorasse, ainda mais seu pai. Jamais vira-o daquele jeito. Causavam-lhe mal estar aquelas lágrimas. Falavam-lhe de dor reprimida, de ferimento oculto. “Pai, por quê?” Junto da janela com os olhos também marejados, pensando nos três filhos, nos encargos da família, aguardava a mãe a resposta do marido. “Morreu alguém, Pai?” “Não, filho. Ninguém morreu. Seu pai perdeu o emprego. Eu fui despedido.”

Talvez esta cena seja semelhante à realidade que você está vivendo. Talvez as lágrimas agora estejam correndo pela sua face, por causa de um emprego perdido, ou a morte de alguém querido, ou a dor da separação em seu lar, ou ainda a dor de uma profunda desilusão. Queria poder ajudá-lo, mas como? Vou tentar, repartindo com você o que tenho de melhor, as promessas de Deus àqueles que nele crêem. “Fui moço e agora sou velho, mas nunca vi um homem bom abandonado por Deus e nunca vi os seus filhos mendigando o pão” escreveu Davi. “Seja forte e corajoso! Não fique desanimado nem tenha medo porque eu, o Eterno, o seu Deus, estarei com você em qualquer lugar para onde você for!” disse Deus a Josué em uma hora difícil. “Deixo com vocês a minha paz; a minha paz lhes dou. Não se preocupem nem tenham medo” disse Jesus antes de morrer.

Enfim o que quero dizer é: Deus se importa com você. E aquilo que ninguém pode fazer, Deus pode. Confie no Senhor. Pela fé, troque suas lágrimas pela esperança em Deus, pela paz que ele nos prometeu conceder. Experimente falar com Ele. Use toda a sua sinceridade. Se você está magoado, diga-lhe. Se está desesperado diga também. Só ele pode ser a sua verdadeira ajuda. Creia nestas promessas.

Posso lhe afirmar pela minha própria experiência que elas são verdadeiras.

(Autor Desconhecido)

(Fonte: Vida.net)

Anúncios