Tags

, , , ,

MILAGRE NO RIO KWAI
(Josh McDowell – adaptado por L. R. Silvado)

Um soldado começou a gritar e acenar com os braços para o pequeno grupo de prisioneiros.

O grupo de prisioneiros de guerra estava trabalhando na construção da Ferrovia da Birmânia durante a Segunda Guerra Mundial quando um dos guardas japoneses gritou que uma das enxadas tinha desaparecido. O soldado fez questão de saber qual dos prisioneiros havia furtado ou escondido a enxada. Ernest Gordon, autor do livro “Um milagre no Rio Kwai” conta a história verídica.

Ele começou a enfurecer-se, entrando numa paranóia de fúria, e ordenou que o culpado deveria dar um passo para a frente. Ninguém se mexeu. “Todos morrer! Todos morrer!” ele gritou, preparando e apontando a arma em direção aos prisioneiros. Naquele instante um homem deu um passo para a frente e o guarda o surrou até a morte com o cabo de seu rifle. Quando eles retornaram ao acampamento, as ferramentas foram contadas novamente e nenhuma enxada estava faltando.

Aquele soldado anônimo sacrificou a sua vida para que seus companheiros pudessem viver. Muitos soldados – e outros – também já fizeram isso. Isto é chamado de “sacrifício extremo”. Qualquer um reconhece que tal ato é nobre e bom. Por quê? Porque não há nada mais precioso do que dar a própria vida. Jesus disse (em vista da sua própria morte): “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos” Bíblia, livro de João, capítulo 15 verso 13.

É por isso que admiramos mártires cristãos desde Estavão (livro de Atos capítulo 7) até missionários de hoje em dia que são mortos pelo seu esforço de tentar pregar a mensagem de Deus em lugares perigosos. É por isso que nós respeitamos pessoas que passam a vida a serviço dos pobres e aleijados.

A vida é um dos presentes mais preciosos de Deus, e respeitar e honrar a vida humana incluir honrar aqueles que tiverem, por necessidade ou escolha, dado suas vidas, morrendo (como o soldado anônimo da Birmânia) ou vivendo (como pessoas que se dedicam a ajudar os pobres).

Você tem procurado viver de tal forma que aqueles que tem feito o bem para o próximo recebam elogios e honra através de suas palavras e ações? Ainda hoje procure uma destas pessoas – mãe, pai, irmãos, parentes, amigos – e diga o quanto você agradece a Deus pelas suas vidas.

Texto Bíblico Utilizado:João 15:13.

(Fonte: Vida.net)

Anúncios