Tags

,

MAÇONARIA

“Toda Maçonaria é anti-cristã. Seus próprios princípios básicos são anti-cristãos.

– Maçonaria é secreta; Cristianisno é aberto.
– Maçonaria é para poucos. Cristianisno é para todos.
– Maçonaria exige juramentos de sangue; Cristianismo diz. Não jureis de modo algum.
– Maçonaria requer dinheiro e iniciação; Cristianismo requer arrependimento e fé.

Mas de toda obra sacrílega, anti-cristã, blasfêmia da maçonaria, nada é mais asqueroso e horripilante do que os chamados graus cristãos.”

(Charles A. Blanchard)

Os Papas jamais cessaram de repetir suas condenações formais: Clemente XII pela Constituição IN EMINENTI, Bento XIV pela Constituição PROVIDAS, Pio VII pela Carta Apostólica ECCLESIAM A JESU CHRISTO, especialmente contra os carbonários, Leão XII pela Constituição QUO GRAVIORA, Gregório XVI pela Encíclica MIRARI VOS, Pio VIII pela ENCÌCLICA aos Bispos do Mundo, Pio IX vinte vezes e Leão XIII pela Encíclica HUMAN GENUS.

AS SOCIEDADES SECRETAS, nas publicações que fazem em sua defesa, costumam dar os nomes de clérigos que a ela pertenceram ou que a elogiaram em público. Não se deixem os fiéis desavisados e os padres enganar com o subterfúgio. As Sociedades Secretas são condenadas e todos os que dela fazem parte estão excomungados ipso facto. A Santa Igreja Católica não compactuará nunca com as Sociedades Secretas. O Senhor Jesus Cristo não faz concessões a Satanás. Este é o pai da mentira. Por isso, as Sociedades Secretas vivem da mentira.

A revista Católica “O Milite” na sua edição de maio/2005, pág. 46, deixa bem claro o assunto sobre seitas:

PROCURE DEUS NO LUGAR CERTO

“Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão seitas perniciosas. Renegando deste modo o Senhor, que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina. Muitos os seguirão em suas licenciosidades. Por sua causa o caminho da verdade será blasfemado. Levados pela cobiça, eles vos explorarão com palavras artificiosas” (2Pd 2, 1-3).

Diante de problemas de saúde ou financeiros, perdemos a fé e a esperança, nos afastamos de Deus. Na hora da angústia, desesperadamente, procuramos por Jesus. No entanto o comodismo nos leva a procura-lo em lugares errados, aparentemente mais claros e que não exigem sacrifícios. A teologia da prosperidade, tão em moda atualmente, tem levado milhares de “cristãos” a rastejarem na angustiante procura de um falso deus que cobra taxas em troca de grandes lucros e sucesso financeiro. Jesus jamais disse “venha a mim quem procura estabilidade financeira, prosperidade nos negócios e vida fácil”. Muito pelo contrário, Jesus deixou claro que a estrada que leva para a vida passa pelo calvário. Disse ainda que o caminho é difícil e que a porta é estreita. Jesus afirmou que quem almeja a alegria da Glória Eterna deve penas nas coisas do alto, renunciar a si mesmo , tomar sua cruz e seguí-lo. (cf. Mt 16,24).

(Fonte: Orkut)

Anúncios