Tags

,

“Sou feliz e não admito que ninguém me acorde.”
(Martha Medeiros, via @prosapolitica)

Anúncios