Tags

, , , , ,

COMO NÃO PASSAR VERGONHA COM SEU FILHO
(Átila)

Nesta semana eu estava em um debate entre especialistas em educação. Muitos destacavam pontos importantes sobre a educação de filhos e como fazer para que a harmonia voltasse aos lares brasileiros, em meio a uma geração que está desafiando as mais fortes filosofias de relacionamento familiar. De repente alguém disse: “Tenho estudado o comportamento de crianças há muito tempo, e depois de muitos estudos cheguei à conclusão, em minha opinião, bastante original, de que o que falta na educação dessas novas gerações são ‘limites’ “. Ele até apareceu outro dia num programa de TV declarando isso.

Bem, a conclusão é maravilhosa, mas nada original. A Bíblia já afirmava isso “de longa data”:

“É bom corrigir e disciplinar a criança. Quando todas as suas vontades são satisfeitas (entregue a si mesma) ela acaba fazendo sua mãe passar vergonha.”
Livro de Provérbios, capítulo 29 verso 15

Acho que já está claro, não é? Quantos pais sedentos por uma posição social mais elevada e baseando-se em sua busca egoísta de significado e projeção social, abrem mão do privilégio de educar e orientar seus próprios filhos para a vida, para dano próprio. A tarefa tem ficado nas mãos de profissionais da educação (colégios, creches partime, avós, babás…) que precisam desdobrar-se para apresentar um filho melhor aos pais “exigentes” e que pagam para conseguir esse “serviço”! Porém o texto bíblico expõe um princípio implacável:

Entregar a criança a si mesma ou a outros é pedir para passar vergonha!

Pais, se vocês não aprenderam limites quando pequenos, ou se estes limites foram exagerados, não “abandonem” o seu filho à própria sorte ou ao “cuidado” de outros. Assuma com coragem sua condição de pai, de mãe, reoriente sua distribuição de tempo, mesmo que isso implique em ganhar menos $$$$, e envolva-se com o que é realmente importante, sempre sob a orientação e auxílio de Deus. Para o seu próprio bem!

Princípios de vida trazem os limites necessários na educação dos filhos.

… e a Bíblia está repleta deles, se aceita uma sugestão!

De quem também é pai e tem encontrado esses recursos, um abraço.

(Fonte: VidaNet)

Anúncios