Tags

, ,

AMANDO
(Francisco Teodorico)

Uma cachoeira de lágrimas
Até quando você chegou
Era meu coração,
Que numa fonte luminosa se transformou.

Quisera eu, que esta
Nunca secasse,
Para que na eternidade
O teu corpo banhasse.

Amar! Como é bom
Mesmo platonicamente,
Pois o que importa
É a felicidade presente.

Anúncios