Tags

, ,

Ícaro
(Francisco Teodorico)

Os braços se abriram
O vento inundou
A represa vazia
Que um dia secou
O verde de rosa
O poeta pintou
Numa tela de prosa
O ode se transformou
Ícaro insano
Ao sol se dirige
Com o sax soprano
À direita, nuvens, à esquerda, vento
Os olhos fechados
Na incerteza do tempo

Anúncios