Nota

Campanha contra censura nas redes sociais

Destacado

Tags

, ,

Como fugir da censura das redes sociais?
Veja aqui o tutorial

Anúncios

Os 3 desejos

Tags

,

Perto de morrer, um velho homem “bilionário” chamou sua secretária e disse:

– Estela quando eu morrer quero que realize 3 pedidos em meu sepultamento. Ok?

A Secretária surpresa, respondeu :

– Sim, senhor! Seus desejos serão realizados.

Em seguida ela pegou um bloco de notas e uma caneta e disse:

– Vou anotar para não esquecer, Senhor. Pode falar!

Ele respondeu :

– Pois bem!

1º) Quero que meu caixão seja carregado pelos melhores médicos que existem.
2º) Que os tesouros que tenho, sejam espalhados pelo caminho até meu túmulo.
3º) Que minhas mãos fiquem no ar, fora do túmulo e a vista de todos.

Sua secretária surpresa com os 3 pedidos perguntou:

– Senhor Desculpe a curiosidade. Mas quais são os motivos de tais desejos?

Ele respondeu:

– São somente 3 também:

1º) Eu quero que os melhores médicos carreguem meu caixão, para mostrar que eles não têm o poder de curar na face da morte e quando chega à hora ninguém muda o destino à não ser Deus;

2º) Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros, para que todos possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui ficam;

3º) Eu quero que minhas mãos fiquem para fora do caixão, de modo que as pessoas possam ver que viemos com as mãos vazias, e saímos de mãos vazias, pois para morrer você não leva nada material;

“Tempo” é um tesouro precioso que nós temos. Podemos produzir mais dinheiro, e não mais tempo! O melhor presente que você pode dar a alguém é o seu tempo!

Abrace seu Filho, beije sua Mãe, aperte as bochechas de seu sobrinho(a), sorria com seus amigos, brigue e faça as pazes com seu irmão(a) dizendo que o(a) ama. e curta a vida como se fosse o último dia.

Resposta a Gustavo Nogy

Tags

, , , ,

Devido ao fato do espaço ser pequeno para contestar o artigo de Gustavo Nogy (Quem tem medo das urnas eletrônicas?), uso esse espaço para fazê-lo de forma mais clara:

Discordo veementemente do que foi dito nesse artigo.

Bolsonaro não concorreu a presidente, em eleições parlamentares ele não estava em tanta evidência, logo o argumento é fraco.

Para mudar as regras, é necessário participar das eleições, mesmo não confiando no sistema, exceto se não fosse por vias democráticas, fato que o autor deste artigo também estaria criticando.

Sim, somente a vitória seria um resultado confiável devido à aclamação de seu nome por onde passa. Isso não acontece com nenhum outro candidato. Os fatos falam por si e devem representar a Verdade, nas urnas.

As urnas já são questionadas há muito tempo. Eu mesmo escrevi um email ao Aécio em 2014! Os suspeitos de se beneficiarem são os Esquerdistas, que tem seus representantes (não fazem mais a mínima questão sequer de disfarçar a militância, indo até mesmo contra a lei) em pontos estratégicos no Estado. Logo a afirmação de que questionar a segurança das urnas favorece os opositores é frágil.

Adriano Soares da Costa pode confiar em quem desejar, assim como eu que prefiro confiar no trabalho independente do Prof. Diego Aranha, ao invés de pessoas que defendem a lisura do próprio trabalho, ou seja, que têm interesse direto no assunto.

A maioria dos brasileiros defende e não quer o fim da Lava Jato (eu me incluo neste grupo), já em Reinaldo Azevedo, acredito que eu não precise entrar em detalhes.

Onde estão os eleitores do criminoso, que cumpre pena em Curitiba, citados que não apareciam em seus comícios eleitorais ilegais antes de ser preso? Recomendo que assistam ao vídeo do “O Antagonista” para obterem mais subsídios sobre esses números um tanto quanto “estranhos”. E nem estou entrando no mérito da credibilidade dos institutos de pesquisa brasileiros…

Eu acredito que esse salto de Haddad seja “fake”, com o objetivo de desviar a atenção (ataques) a Ciro. Enquanto ele segue como boi de piranha, Ciro atravessa o rio…

O que o autor do artigo propõe é silenciarmos diante das evidências. Dificilmente isso acontecerá, essa época passou.

Experiência comunista

Tags

,

“Cada geração de comunistas começa dizendo que os antecessores não entenderam bem o espírito da coisa, mas que, agora sim, os malditos capitalistas vão ver o que é bom para tosse. Entre fracassos hediondos e sucessos macabros, assim caminha a humanidade: é o eterno script da novela revolucionária. Mas não faz mal. Que são umas dezenas de milhões de mortos como preço da mais fascinante experiência alucinógena que já se inventou?”
(Olavo de Carvalho)